terça-feira, 10 de julho de 2012

Riflessione

Imagem: Google

"Desconfiemos da nossa necessidade de amor. Ela pode afastar-nos do nosso diálogo interior quando julgamos aproximarmo-nos. Estamos prontos a sacrificar tudo, até a nós próprios, de tal modo já não temos para nós uma verdadeira importância. Não entreguemos a alma ao diabo, não ofereçamos o coração a quem não tem nada para nos oferecer e não deixemos o nosso espírito vaguear por um mundo de quimeras. Percebamos quem nos ama. Se o outro nos ama, eleva-nos sempre acima de nós próprios. Ele não existe para nos fazer descer ao inferno do desespero, nem para nos levar aos abismos da tristeza. Não esqueçamos nunca que mais vale só que mal acompanhado, como se diz, e que, se somos infelizes é porque não soubemos respeitar os nossos compromissos, antes de mais, aqueles que assumimos conosco. Não soubemos escutarmo-nos. (....) Aprendamos a confiar nela [na nossa voz interior] e a confiar em nós, a ouvir em nós o melhor de nós próprios."

Catherine Bensaid





Nenhum comentário: