segunda-feira, 28 de maio de 2012

Mondo interiore...

Imagem: Arquivo Pessoal

"Sempre me senti diferente dos outros. 
Não mais bonita, não mais inteligente, não mais especial, não mais esperta, não mais maluca, não mais legal, apenas diferente.
Sou diferente na forma de sentir, tudo que me toca, me toca fundo. Tudo que me alegra, me alegra muito. Tudo que me dói, dói forte, corta. 
Nunca tive muitos freios em matéria de sentimento. Sempre que quis ir, fui. Muito me estrepei. Sempre que quis falar, falei. Muito me ralei. 
Aprendi um pouco a calar, a tentar respirar fundo e pensar."


Clarissa Corrêa





2 comentários:

nightrider disse...

Exatamente como me sinto...E pensei que era o único assim!

Cynthia Lopes disse...

Parece que temos muito em comum, no final das contas...
bjs